Não seja um Neandertal – Parte 2

O Neandertal do elevador.

Sim meus amigos, o Neandertal também usa elevador.

Normalmente é aquele que chega correndo pra entrar no elevador e esbarra nas pessoas que estão saindo, fazendo aquela cara de susto e dizendo “opa! não vi”.

O Neandertal é assim, ele vem olhando pro chão igual um boi, e sem querer esbarra nos outros.

Daí ele faz aquela cara de bunda sem graça enquanto as pessoas saem do elevador. E tem ainda o Neandertal Alfa que é aquele que nem espera as pessoas saírem, ele vai forçando a entrada pelo cantinho.

Normalmente a ação do Neandertal termina com ele fazendo cara de bunda, a menos que ele esteja sozinho.

Tem também o Neandertal esperto, que pensa que é Sapiens mas não é. Esse é aquele que aperta o botão pra descer e poder subir com o elevador vazio.

Atrapalha todo o fluxo, mas afinal, ele se deu bem não é mesmo?

Se você se enquadra nas situações acima cuidado, você pode ser um Neandertal e não sabe.

Não seja um Neandertal – Parte 1

Sempre me incomodo com a presença dos Neandertais, pois eles estão por toda parte.

O pior é que você pode ser um e não sabe. Mas eu quero te ajudar a integrar a turma dos sapiens sapiens, é só seguir as dicas que eu vou dar a você.

A primeira coisa que você precisa é parar de destruir as coisas. Todas as vezes que eu entro nos banheiros eu escuto com atenção e lá vem o Neandertal quebrando tudo.

PLAC, TUM! KREC!! O Neandertal vai no banheiro e eu me sinto no seriado do Batman dos anos 60, cheio de onomatopéias.

O Neandertal entra no banheiro, quebra tudo com sua mão pesada e sai rindo igual um gorila porque é burro e não sabe que ele é quem paga essa conta. O ruim é que eu pago também.

Não existe nenhum cenário em que um Neandertal quebre alguma coisa e essa conta não volte pra ele, e pra mim. Se é num shopping, o shopping tem que consertar, e pimba lá vem esse custo repassado pra mim de diversas maneiras.

Se é numa repartição pública pior ainda, ele está quebrando o que é pago diretamente pelo nosso dinheiro.

Se é na rua, a mesma coisa.

Se é na empresa privada, idem. Lá vem esse custo na forma de políticas corporativas mais apertadas em função do aumento de despesas.

Então Sr. Neandertal, controla essa mão pesada. Você tá pagando por ela, e eu também.